5 Conceitos que você Precisa Aplicar na sua Loja Online

conceitos de loja virtual
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Apenas criar um site bonito, cheio de funções e produtos nunca foi o suficiente para fazer com que as pessoas descubram que a sua loja online existe, e por consequência acabem se tornando clientes.

Existem alguns conceitos que são fundamentais para quem está começando um novo negócio online. Porém, o mesmo é válido para quem já está na internet há algum tempo, mas não consegue bons resultados. Seja em número de visitas ou vendas realizadas.

Comunidade Growth Hacking VIP

Receba 2x por semana um novo growth hacking de empresas como Facebook, Uber, Dropbox, Snapchat e muitas outras startups disruptivas:

growth hacking vip

Confira a seguir 5 conceitos importantes que podem ajudar a sua loja online a receber mais visitas e consequentemente fazer mais vendas.

1. Persona

O crescimento da internet causou uma mudança nos hábitos de consumo das pessoas. Estas agora estão buscando soluções cada vez mais personalizadas para seus problemas. O antigo conceito de público-alvo teve de evoluir para acompanhar essas mudanças.

Essa evolução resultou na figura da persona, ou buyer persona. A persona tem algumas diferenças importantes em comparação ao termo anterior.

Enquanto o público-alvo diz respeito a um grupo de pessoas que tem características em comum, como sexo, idade e profissão (Homens, advogados, com idade entre 25 e 35 anos, por exemplo), o conceito da persona é muito mais detalhado.

A persona se baseia em dados reais sobre o comportamento. E considera as motivações, histórias pessoais, objetivos e preocupações do seu cliente ideal:

(Marcelo, 28 anos, acabou de se formar na faculdade de Direito e vai prestar o exame da OAB para poder abrir seu escritório de advocacia. Assim ele pode ficar mais perto da esposa e dos 2 filhos pequenos).

É com base nessas informações que você vai criar toda a comunicação da sua loja online. Como textos, descrições de produtos e qualquer outro tipo de conteúdo.

2. Inbound marketing

Acompanhando a mudança na forma como as pessoas fazem compras e consomem conteúdo na internet o Inbound Marketing vem se mostrando a muito tempo como a melhor forma de alcançar cada vez mais pessoas. Para que então essas se tornem clientes reais das empresas que adotam esse tipo de marketing.

A principal diferença do Inbound Marketing para o marketing convencional a que você está acostumado é a forma com que a comunicação é feita.

No conceito de marketing que fomos criados o marketing é feito partindo da empresa, que envia sua mensagem para um grande número de pessoas esperando que uma parcela dessas pessoas acabe se transformando em clientes.

Isso fica claro nos comerciais de tv, rádio e até mesmo no Youtube.

O Inbound Marketing, por sua vez, foca toda sua comunicação nas necessidades que o seu cliente ideal, a persona, possa ter.

Quando esse usuário busca solução ou ajuda para um problema a primeira ideia, cada vez mais, é pesquisar na internet sobre o tema. É nesse momento que o Inbound Marketing atua.

As empresas e negócios que optam por essa estratégia de marketing se preocupam em disponibilizar conteúdo que sejam verdadeiramente relevantes para sua persona.

Quando essa persona fizer sua busca poderá encontrar esse conteúdo. E este a levará para a sua loja online, por exemplo.

Além disso, uma estratégia de Inbound marketing tem como objetivo criar uma relação direta com a persona. Através do envio de e-mails autorizados pelo usuário com o intuito de eliminar qualquer dúvida que possa existir. Antes e depois da realização de uma compra.

Esse conceito é importantíssimo tanto para atrair quanto para fidelizar clientes. E também melhorar os resultados da sua loja virtual.

3. SEO

Esse conceito talvez seja o conceito mais importante atualmente quando se fala em criação de lojas virtuais.

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization. Esse termo é utilizado para definir o conjunto de técnicas de otimização que podem ser aplicadas em sites, blogs, e qualquer outro tipo de página na internet.

O objetivo da aplicação dessas técnicas é fazer com que as páginas otimizadas apareçam mais bem posicionadas nos mecanismos de buscas. Mecanismos de buscas são algo como o Bing e o Google.

O algoritmo do Google analisa mais de 200 fatores para determinar o posicionamento de uma página nos seus resultados de buscas. Então, trabalhar alguns desses fatores pode ajudar o seu negócio a se tornar mais relevante.

Afinal de contas, cerca de 90% dos usuários que fazem pesquisas no Google acessam apenas os resultados exibidos na primeira página da ferramenta.

Os principais fatores utilizados para otimização de sites da web são:

  • Palavra-chave;
  • Tamanho e qualidade dos conteúdos;
  • URLs amigáveis;
  • Otimização de imagens;
  • Links internos e externos.

Aqui no nosso blog você encontra mais detalhes sobre SEO que vão ajudar a melhorar o posicionamento da sua loja virtual.

4. Servidor da Loja Online

O servidor onde a sua loja online ficará hospedada é de extrema importância e se não for escolhido corretamente pode causar transtornos e prejuízos para o seu negócio.

Basicamente um servidor é um computador com uma grande capacidade de processamento que tem a função principal de armazenar os dados do seu site.

Esse computador possibilita que aconteça a troca de informações e dados entre ele e outras máquinas, no caso os clientes, conectados em rede.

Na hora de contratar um plano de hospedagem é importante tomar alguns cuidados pois o tipo e a capacidade que o seu site necessita vai depender do que você pretende realizar com seu site.

Uma loja virtual pequena, ou que ainda está iniciando suas atividades pode contratar um plano mais em conta, com uma capacidade de armazenamento menor.

Já uma grande empresa que esteja colocando no ar o seu e-commerce certamente tem planos de expandir rapidamente suas atividades, portanto é necessário contratar um plano de hospedagem com um espaço de armazenamento maior.

Caso você contrate um espaço de armazenamento pequeno no servidor, e os acessos ao seu site cresçam muito rapidamente é muito provável que a sua loja online acabe ficando fora do ar por algum tempo.

Isso pode causar um belo prejuízo. E com certeza perder dinheiro é a última coisa que você quer.

Caso a sua loja tenha algum tipo de problema, como o citado acima, você vai precisar entrar em contato com o suporte da empresa. Então, o mais indicado é contratar uma empresa que atenda no Brasil para evitar problemas de comunicação. Assim como em casos de empresas de outros países.

5. Certificado SSL na sua Loja Online

O certificado SSL é fundamental para quem quer tornar sua loja virtual um ambiente seguro para que seus clientes possam fazer suas compras tranquilamente.

A instalação desse certificado na sua loja virtual impede que softwares maliciosos ou hackers consigam interceptar qualquer tipo de informação trocada entre o seu site e o cliente.

Esse tipo de certificado utiliza criptografia para codificar todas as informações transacionadas durante uma compra. Por exemplo, como endereços, dados pessoais e dados de cartão de crédito.

Você pode reparar em diversos sites que na barra de endereços do seu navegador o protocolo “http” ganha um “s”, se tornando o “https”. Em alguns navegadores pode haver também o símbolo de um cadeado do lado direito da barra de endereços.

Esses são indicativos de que o site que você está acessando possui o certificado SSL instalado. Portanto, as suas informações estão seguras enquanto você permanecer nesse ambiente.

Isso deixa os usuários muito mais seguros na hora de fechar uma compra dentro da sua loja virtual. Portanto, pode ajudar a melhorar suas vendas.

Conclusão

Existem muitas possibilidades e técnicas que são importantes para quem está começando uma loja virtual. Mas, as dicas também valem para quem tem um negócio e quer melhorar seus resultados.

Entendendo e aplicando esses conceitos as chances de conseguir sucesso com a sua loja virtual aumentam muito. Por isso, a melhor forma de saber se esses conceitos realmente funcionam é colocando-os em prática. Por fim, deve-se testar muito. Somente assim será possível medir os resultados.

Inscreva-se em nossa Comunidade de Growth Hackers

Receba 2x por semana um novo growth hacking de empresas como Facebook, Uber, Dropbox, Snapchat e muitas outras startups disruptivas:

growth hacking vip


Alguns artigos que você também pode gostar:

Gostou deste artigo?

Cadastre-se abaixo para receber muitos conteúdos gratuitos para avalancar a sua carreira ou a sua empresa!

Entre

Entre na sua conta clicando no botão conforme o seu tipo de perfil. Você é…