Construindo seu Branding Pessoal na Prática em 4 passos

Gabriela Amin
Gabriela Amin
Gabriela é redatora especializada em SEO. Fluente em português e inglês e apaixonada por comunicação, ela tem como prioridade a criação de conteúdo que faça sentido para o público-alvo e atenda às suas necessidades.

Todos nós possuímos uma marca pessoal. Porém, a maioria de nós não sabe gerir nosso branding pessoal de forma estratégica. 

Nos anos 70, uma pessoa comum via cerca de 100 mensagens publicitárias por dia. Hoje em dia, perdemos a conta em 5 mil. Isso fez com que as pessoas se tornassem cada vez mais suscetíveis a ignorar essas mensagens. 

As pessoas passaram a desconfiar de marcas e a buscar cada vez mais a opinião de outras pessoas na hora de consumir. Hoje, as pessoas compram mais de quem elas gostam e confiam. 

Isso só reforça ainda mais a importância do personal branding. Continue lendo para aprender como usar as redes sociais para aplicá-lo na prática. 

Qual é a diferença entre branding pessoal e marketing pessoal? 

Apesar de serem conceitos que confundem, eles são bem diferentes. 

O seu personal branding se refere às sensações que você quer passar para o seu cliente. Construção de autoridade, seu arquétipo, o que o seu cliente sente quando pensa em você, tudo isso se relaciona com seu branding. 

Enquanto isso, o seu marketing pessoal se refere às ações que você toma para servir seu cliente. Como, por exemplo, possuir um atendimento rápido e eficiente. 

Um bom marketing pessoal faz parte de uma estratégia eficiente de personal branding.  

1 – Planejando a sua estratégia de personal branding

Personal branding não é postar coisas aleatórias sobre seu trabalho. As pessoas querem se conectar e ver conteúdo de valor, por isso, é importante ter uma boa estratégia. 

Atenção: tenha um nicho!

Pesquisando nas redes sociais, você verá histórias de pessoas com milhões de seguidores que não vendem. Enquanto isso, há pessoas com pouquíssimos seguidores que conseguem fazer vendas frequentes. 

Essa é a importância do nicho. Com o público alvo bem definido, você conversa diretamente com pessoas que estão interessadas na sua solução. 

2 – Qual rede social eu devo usar?

As redes sociais são uma máquina de fazer dinheiro, porém nem todas funcionam da mesma maneira. 

É importante você conhecer seu público alvo para encontrar qual é a melhor rede social para você usar. Segue aqui as mais populares entre empreendedores:

  • Instagram: Permite que você organize o conteúdo para que o seu público alvo entenda melhor o seu trabalho. Por ser uma rede muito visual, é importante que você capriche no design. 
  • Facebook: não, ele não morreu. Ele ainda é a rede social mais usada. Para quem pretende trabalhar oferecendo serviços, os grupos são uma mina de ouro. 
  • LinkedIn: perfeito para quem pretende oferecer serviços para outros negócios. Por ser uma rede social mais baseada em texto, oferece grandes oportunidades para redatores e copywriters. 
  • Pinterest: Apesar de não ser uma rede tão pessoal, ela possui um esquema de SEO simples. Por isso, é muito útil para promover o seu conteúdo das suas outras redes. 
  • Medium: muitas vezes o seu cliente não tem compreensão do problema que ele tem. Por isso, você pode precisar de um post mais longo para explicar a solução para ele. 

Dica: combine as estratégias

É recomendado que você tenha uma rede social principal. Porém, nada impede que você combine as estratégias e use uma rede social para crescer a outra. 

Por exemplo, você pode ter o Instagram como rede principal,e usar grupos do facebook para levar o seu público alvo para ele. 

3 – O que eu devo postar? 

As suas redes sociais devem ser uma avalanche constante de valor para o seu público alvo. Muitas pessoas acreditam que tem que “guardar segredo”, pois se você ensinar tudo de graça o seu cliente não vai comprar de você. 

Isso não é verdade. Quanto mais você ajudar o seu público alvo, mais eles vão confiar em você. Lembre-se que as pessoas não compram de marcas ou empresas, eles compram de pessoas às quais elas conhecem e confiam. 

Por isso, construir conteúdo de valor é essencial para vender mais. 

Mas se eu não for bom designer ou tiver dificuldades em escrever?

Personal branding é importante para todos os tipos de profissionais. Mesmo para os que desejam trabalhar como CLT, possuir um bom personal branding pode aumentar seu valor e te proporcionar um salário melhor. 

Porém nem todos têm tempo (ou interesse) em aprender a criar imagens e textos para a web. O que não é um problema, pois existem serviços de criação de conteúdo sob demanda que você pode contratar. 

4 – Seja autêntico com seu branding pessoal

O mais importante sobre a construção da sua marca pessoal é que você não deve mentir. 

O seu personal branding deve ser feito com foco nos resultados a longo prazo. Dificilmente você conseguirá sustentar uma mentira por muito tempo. Por isso, seja você! 

Apesar de haver a imagem do influencer como alguém falante e extrovertido, você não precisa imitá-los. Existem vários exemplos de pessoas tímidas que conseguiram estabelecer um branding pessoal de sucesso. 

Mostre para seu público quem você é e como você pode ajudá-los. Dessa forma, você estará pavimentando o caminho para uma marca sustentável a longo prazo. 


Esse artigo foi escrito por Gabriela Khoriati, freelancer da Plataforma Marfin e especialista em SEO e marketing de conteúdo! Conheça o seu trabalho clicando aqui.

Compartilhe:

Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Serviços de marketing sob demanda

Campanha Facebook Ads: Alcance
R$349,90
Entrega em até 7 dias**
Conteúdo para Infográfico (até 500p) – Inglês
R$299,90
Entrega em até 6 dias*
Diagramação de Ebook 3000p
R$397,00
Entrega em até 8 dias*

Entrar

Qual plataforma você gostaria de acessar? 

Ainda não tem uma conta?
Clique aqui para criar uma para a sua empresa ou se você é um profissional digital clique aqui.

Registre-se

Criar uma conta é simples. Primeiro: qual dessas opções define melhor seu perfil?

Se você já possui uma conta clique aqui para fazer login de empresa e agência; ou se você é um profissional digital clique aqui.