Comprar Conteúdo para Blog: Saiba Tudo o que Precisa Saber para Contratar quem vai Produzir seu Conteúdo

Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Se você quer comprar conteúdo para blog, precisa estar atento a alguns fatores que podem confundir e gerar frustração no futuro.

Portanto, o objetivo deste conteúdo é demonstrar como comprar conteúdo para o seu blog e iniciar uma boa estratégia de marketing de conteúdo.

Afinal, é comum ouvirmos histórias de profissionais que ficaram frustrados ao tentar contratar freelancers para produzir textos para o seu blog e que não deram certo.

Então, para funcionar bem, você precisa ficar atento a algumas características simples na hora de contratar.

Como Comprar Conteúdo para Blog

Você está buscando fazer a produção de conteúdo para o seu blog a fim de posicionar o seu site melhor nas palavras-chave que deseja.

Provavelmente, você não tem tempo ou a habilidade necessária para produzir por conta própria e decidiu contratar um terceiro.

Então, digita no Google e BOOM! Aparecem centenas de opções, algumas agências, algumas plataformas e alguns freelancers atuando por conta própria.

Alguns deles cobram por palavra, outros por caractere digitado e outros por pacotes.

Como saber qual opção é a melhor para você?

Precificação de conteúdo por toque ou caractere

Esse é o modo mais antigo de um redator cobrar por seu trabalho.

Afinal, remonta à época das máquinas de escrever onde datilógrafos certificados (sim, existiam cursos com certificado para datilografar) precificavam seu trabalho por cada toque que davam no teclado.

O que torna difícil nesse modelo de precificação é que você não sabe muito bem qual vai ser o tamanho do texto. Afinal, existem palavras que exigem vários toques no teclado, outras menos toques.

Isso pode ter funcionado no passado, mas hoje é muito limitado.

O redator web que você procura precisa ter habilidades que vão além de apenas digitar.

Se você quer produzir conteúdo para o seu blog com o objetivo de posicionar melhor o seu site nos motores de busca, precisa de alguém que entenda como isso funciona.

Precificação por pacotes

Em alguns sites você pode encontrar pacotes de texto. Por exemplo: 10 textos por X reais.

Esse tipo de precificação é uma faca de dois gumes.

Afinal, não diz quantas palavras o texto vai possuir. E o número de palavras é um fator importante no ranqueamento dos mecanismos de busca.

Se você quer se posicionar no Google, seu texto não pode ter menos de 300 palavras.

Além disso, se você quer disputar uma chance de aparecer nas 3 primeiras posições do Google, seu texto precisa ter no mínimo 1.200 palavras.

Então, se você conseguir definir quantas palavras cada texto vem no pacote que contratou, pode ser um fator decisivo importante.

Precificação por palavra

Esse é um modelo onde os redatores ou plataformas cobram pelo número de palavras do texto. Se você quer comprar conteúdo para blog, esse modelo é um dos mais modernos e fáceis de mensurar o resultado.

Então, você pode encontrar diversos preços por palavra.

O problema aqui é o famoso “barato que sai caro”.

É comum você encontrar freelancers de redação e sites cobrando 5 centavos por palavras e até mesmo 3 centavos por palavra.

Contudo, é preciso ficar atento para a qualidade do conteúdo. Em muitos casos, esses textos não são feitos por profissionais e são redigidos sem pensar no seu objetivo final, que é posicionar o seu site melhor no Google para uma determinada palavra-chave.

A média ideal para comprar conteúdo de qualidade é pagar entre R$ 0,15 até R$ 0,30 por palavra. Menos do que isso ou mais do que isso serve de alerta para que você não saia no prejuízo em custo ou na entrega.

Portanto, tente encontrar garantias da idoneidade e qualidade dos conteúdos que o profissional ou empresa produzem.

Nesses casos, pode valer mais a pena confiar em empresas mais robustas, que trabalham com profissionais, como plataformas de conteúdo.

Comprar conteúdo para blog em plataformas

Você também pode encontrar diversas plataformas de conteúdo na internet para produzir conteúdo.

Essas plataformas costumam trabalhar com uma rede de freelancers para produzir o conteúdo em escala.

Algumas possuem o modelo de marketplace e outras de intermediação.

Plataformas de marketplace para comprar conteúdo para blog

Essas são plataformas geralmente abertas, onde você publica um projeto ou necessidade e recebe uma série de orçamentos dos profissionais.

A função da plataforma é apenas conectar e processar os pagamentos entre redator e cliente (no caso, você).

A vantagem dos marketplaces é que você pode encontrar um bom redator por um preço competitivo por palavra.

As desvantagens são maiores, visto que nesse caso, você precisa saber muito bem o que precisa para não se frustrar. Além disso, o marketplace não tem responsabilidade pela entrega do profissional, eles apenas intermediam a transação.

Outra desvantagem é que você pode receber centenas de orçamentos diferentes, gastar muito tempo analisando cada um e ficar confuso com alguns cobrando muito barato e outros muito caros no seu ponto de vista.

Algumas plataformas marketplace são:

  • Workana;
  • 99Freelas;
  • Contentools;
  • Freelancer.com;

 

Plataformas de Intermediação

As plataformas que intermediam a compra de conteúdo para blog tem o papel de gerenciar todo o relacionamento com você, garantindo a entrega independente do profissional desaparecer ou não.

A vantagem é que você pode contar com uma garantia de entrega, maior credibilidade dessas empresas e um relacionamento diferenciado.

Além disso, você não precisa ficar confuso com vários orçamentos, uma vez que os preços costumam ser fixos por tamanhos de textos.

Algumas plataformas de intermediação são:

  • A própria Marfin;
  • Rock Content;
  • Redaweb;
  • Nexperts;

 

O que você precisa avaliar nesse momento, visto que todas possuem um compromisso com a entrega de qualidade, é comparar o custo-benefício.

Algumas perguntas que podem ajudar para comprar conteúdo para blog com eficácia são:

  • Quanto custa o mesmo tamanho de artigo nessas plataformas?
  • Qual a diferença em relação a média de mercado?
  • Quem vai escrever os textos? Quem são os profissionais dessas plataformas?

 

Outros pontos de avaliação se referem a burocracia da compra.

Algumas plataformas exigem um contrato de fidelidade, com um pagamento recorrente mensal e multa por quebra de contrato.

Entretanto, esse tipo de exigência de contrato visa prender você em algo que você talvez não queira e que depois não possa mais fugir.

Conheça o Marketing On Demand da Marfin

Para evitar dores de cabeça, você precisa de tranquilidade e facilidade para comprar conteúdo para blog.

Busque soluções desburocratizadas e sob demanda. Contrate o que quiser e quando quiser na nossa plataforma de Marketing On Demand.

Temos milhares de profissionais rigorosamente certificados para produzir conteúdo, além de poder contar com um Estrategista e Controle de Qualidade dedicados durante todo o nosso relacionamento.

Além disso, você pode acompanhar todos os seus projetos em Tempo Real na nossa plataforma.

Transparência. Qualidade. Velocidade. Custo acessível.

Contrate seu conteúdo para blog com a Marfin.

 


Alguns conteúdos sobre Marketing que você também pode gostar:

Receba conteúdos, lançamentos e exclusividades da Marfin!

Ou compartilhe com um colega, familiar ou amigo agora mesmo: 

Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Entre

Qual plataforma você gostaria de acessar? 

Ainda não tem uma conta?
Clique aqui para criar uma para a sua empresa ou se você é um profissional digital clique aqui.

Faça seu cadastro gratuito

Qual dessas opções define melhor seu perfil?