Plano de Marketing de Conteúdo: Como Criar em 6 Passos

Plano de marketing de conteúdo - marfin
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Criar um plano de marketing de conteúdo pode parecer complexo e complicado. Porém, com um sistema composto de 6 passos que vamos mostrar aqui, você consegue construir um modelo capaz de render muitos frutos para seu negócio.

O marketing de conteúdo é uma estratégia fundamental para as empresas de hoje em dia. Principalmente as digitais.

Portanto, se você veio até aqui buscando uma forma de clarear as ideias sobre como fazer o seu marketing de conteúdo funcionar, veio ao lugar certo.

Vamos mostrar como você pode criar um sistema composto de 6 passos simples que você pode começar a aplicar hoje no seu negócio.

6 Passos para criar um Plano de Marketing de Conteúdo Perpétuo

Esse modelo que vamos apresentar é baseado no livro Conteúdo S.A de Joe Pulizzi, do CMI (Content Marketing Institute).

Se você é a pessoa responsável pelo marketing de conteúdo da sua empresa, recomendamos que tenha esse livro sempre por perto para extrair ideias.

Aqui, vamos mostrar como você pode criar seu Plano de Marketing de Conteúdo a partir do zero, mesmo que você nunca tenha criado nenhum conteúdo em sua vida.

Vamos à eles.

1. Encontre seu Ponto Ideal de Produção de Conteúdo

O ponto ideal é a interseção entre o que você adora fazer e o que você é muito bom em fazer.

Esse ponto ideal é o que vai trazer a diferenciação e a vantagem competitiva para seu conteúdo. É o que vai tornar o seu conteúdo único.

Além disso, é importante que você produza conteúdo sobre um assunto que você gosta. Isso porque essa é o única maneira de você manter a consistência.

Então, pegue um quadro branco e liste o que você gosta de fazer ou falar sobre.

Depois, coloque do outro lado aquilo em que você é muito bom.

Agora, qual a interseção entre os dois?

Por exemplo, você pode gostar muito de falar sobre a política na Tailândia nos anos 1960. E talvez você seja muito bom na frente das câmeras.

Então, a interseção ou seu ponto ideal talvez seja produzir vídeos sobre a política tailandesa dos anos 1960.

Perceba que seu conteúdo não precisa necessariamente começar com um blog. Você pode criar conteúdo de diversas maneiras possíveis, como em vídeos, podcasts ou imagens.

2. Define o seu Ajuste de Conteúdo

O Ajuste de Conteúdo é o enfoque dele.

Seguindo o exemplo anterior, pode ser que você não seja o único apaixonado por política tailandesa que faça vídeos.

Contudo, pode ser que todos falem sobre os governantes da Tailândia, e que ninguém fale sobre como era a cultura do povo.

Então, você pode fazer um “ajuste” no seu ponto ideal e começar a falar de um outro panorama, que ninguém falou antes.

Todo plano de marketing de conteúdo precisa desse ajuste ou enfoque.

Por exemplo, aqui na Marfin nós falamos sobre marketing digital. Existem milhares de pessoas falando as mesmas coisas.

Nosso enfoque está em trazer uma linguagem simples, com exemplos e de modo imparcial.

A grande maioria dos blogs omite muitas informações que podem prejudicar o modelo de negócios delas. A Marfin não.

Temos um compromisso com a informação e vamos livremente mencionar concorrentes aqui, por exemplo.

Acreditamos que esse ajuste é o que nos torna diferentes no nosso plano de marketing de conteúdo.

3. Construção da Base

Depois de encontrar o seu ponto ideal e definir o ajuste do seu conteúdo, chegou a hora de produzir.

Você precisa definir um canal principal para construir a fundação da sua estratégia de marketing de conteúdo.

Essa fundação pode ser:

  • Um blog;
  • Canal de Youtube;
  • Programa de Podcast;
  • Revista;
  • Muito outros;

 

O importante é que você tenha definido um canal principal onde você vai colocar a maior parte da sua energia e onde será o seu ponto central de conteúdo.

É muito comum querer dispersar e produzir conteúdo em diversos canais ao mesmo tempo. Mas, isso pode confundir a você mesmo durante sua jornada.

A ESPN começou como um canal de televisão a cabo com investimento de apenas US$ 9 mil. Hoje, ela é uma plataforma de conteúdo com lucro operacional de quase US$ 4 Bilhões.

Hoje, a ESPN possui conteúdos em inúmeras plataformas, desde blog até podcasts, de revistas a tuítes. Contudo, por cerca de 20 anos focou exclusivamente na TV à cabo.

Somente em 1992 começou a abrir outros tipos de canais de conteúdo.

Portanto, é prudente escolher uma plataforma na qual você vai focar.

4. Cultive o seu Público

Depois de definir a plataforma em que você vai produzir seu conteúdo e que vai servir de base para seu plano de marketing de conteúdo, vai surgir a oportunidade de converter esse público em assinantes fiéis.

É muito importante que você pense no objetivo do seu plano de marketing, que na ponta da linha é gerar receita para seu negócio.

Ninguém faz marketing porque é bonito. Marketing é estratégico.

Logo, ao produzir conteúdo constante em uma plataforma, você pode transformar seu público em assinantes de e-mail ou conseguir o contato deles para aprofundar o relacionamento nas próximas etapas.

Então, crie maneiras de converter esses visitantes, usando iscas digitais ou uma newsletter para serem avisados quando um novo conteúdo ficar disponível.

5. Diversificação do seu Plano de Marketing de Conteúdo

Quando você perceber que construiu uma base de audiência em sua plataforma principal e essa audiência já se torna minimamente previsível, chegou a hora de expandir.

Pense em um modelo de polvo, com vários tentáculos. Você pode criar braços de conteúdo que auxiliam ainda mais na construção da sua base de público e os converte em assinantes.

Defina uma métrica mínima para começar a diversificar.

Por exemplo, depois que você atingir 10.000 assinantes (leads) no seu e-mail, você vai abrir um novo braço de conteúdo.

Se você produz vídeos, pode começar a produzir um blog. E se você tem um blog, pode começar um podcast.

Isso vai escalar seu negócio e trazer mais possibilidades.

6. Monetize o seu Conteúdo

Agora que você produz conteúdo de forma consistente e possui diversos canais de atração de público, chegou a hora de monetizar.

Você converte constantemente seu público em assinantes e agora pode incentivá-los a continuar progredindo no relacionamento com seu negócio.

Existem várias maneiras de monetizar o seu conteúdo, como:

  • Vender cursos online;
  • Consultorias;
  • Marketing de afiliados;
  • E muito mais;

 

Um exemplo é minha conta no Instagram, o @estoicodiario.

Depois que atingi 10 mil seguidores produzindo conteúdo diariamente por 460 dias seguidos, eu comecei a monetizá-lo.

Hoje, quase todos os dias faço indicações de livros relacionados ao estoicismo e todos os dias centenas de pessoas clicam nos links e compram os livros na Amazon.

Eu ganho uma comissão por cada livro vendido.

Contudo, eu ainda posso vender cursos, criar produtos físicos e online para vender para esse público fiel que construí.

Resumo e Conclusão

Você aprendeu a como criar um Plano de Marketing de Conteúdo de maneira simples com 6 passos: ponto ideal, ajuste de conteúdo, construção da base, cultivo do público, diversificação, monetização.

Então, você pode criar esse plano geral em um quadro branco ou em uma planilha simples, não precisa ser nada elaborado.

O importante é que você comece.

Defina o que você gosta de fazer e combine de uma maneira única com o que você é bom em fazer. Depois, comece a produzir conteúdo de maneira consistente por um longo período de tempo em uma plataforma. Então, diversifique e monetize a audiência que construiu.

O marketing de conteúdo não é um jogo de curto prazo. Portanto, tenha consciência que podem levar meses ou anos para você extrair resultados das suas ações contínuas. 

Se você parar no meio do caminho, vai levar ainda mais tempo para colher os frutos.

 


Alguns conteúdos sobre Marketing de Conteúdo que você também pode gostar:

 

Receba conteúdos, lançamentos e exclusividades da Marfin!

Ou compartilhe com um colega, familiar ou amigo agora mesmo: 

Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Entre

Qual plataforma você gostaria de acessar? 

Ainda não tem uma conta?
Clique aqui para criar uma para a sua empresa ou se você é um profissional digital clique aqui.

Salve R$500

Aprenda a desenvolver sites, páginas de vendas, landing pages e blogs com Elementor